Aprendizado · Dificuldades · Isso também passa · Pensamentos · Pessoal · Reflexão

Nem só de sorrisos o homem viverá

cropped-img_0549
ok, ok, eu sei que o nome do blog é espalhar sorrisos, mas às vezes vocês vão encontrar algumas lamentações e textos tristinhos também. Tá bem? Então tá bem.

É até engraçado entrar aqui depois de tanto tempo, dar uma lida nos textos antigos e perceber quanta coisa mudou, não sei porquê a gente tem mania de temer as mudanças, olhando pra trás percebo o quanto cresci e o quanto isso foi importante para mim.
Perdi de fato um pouco da inocência e ingenuidade que tinha quando criança, mas em compensação ganhei forças para enfrentar minhas próprias batalhas e aprendi a me reerguer depois de vários tombos.
Quando a gente é criança e cai, nossa mãe tem que vir dar um beijinho no nosso machucado e dizer que “já passou”, quando você cresce, você aprende a levantar com o próprio impulso da queda e a dizer pra si mesmo “já passou”.
O que me dá forças para acordar todos os dias é pensar que tudo passa, todo sofrimento é passageiro e toda luta serve para nos fortalecer. Eu sei, às vezes dá vontade de deitar no chão e fazer birra contra o universo, numa tentativa vã de fazer seus problemas desaparecerem. Esperando alguém te pegar no colo, resolver seus problemas e dizer “já passou”. Não funciona bem assim. Mas tá tudo bem você chorar às vezes e pensar em desistir, ninguém é de ferro. O importante é se lembrar no outro dia que tudo passa e que você vai conseguir enfrentar essa fase também.

Eu acho que a regra de vivência mais importante é não se tornar aquilo que te feriu e não se perder de si por um alguém ou por alguma coisa. O que nós temos de mais valioso somos nós, nós somos nossa eterna companhia e se perder de você para satisfazer um outro alguém é a pior burrada. Eu vi uma tirinha hoje, escrita assim “Estar sozinho, é o primeiro passo para nunca mais estar”. Você se tem e isso é maravilhoso!
Se existe alguém que pode mudar o rumo da sua vida, este alguém é você.
Quando você levar uma rasteira da vida e o coração estiver ardendo, igual aquela sensação de quando você ralava o joelho e sua mãe tacava Merthiolate e você gritava e chorava, ai ela falava “já passou” e a dor magicamente sumia, se olha no espelho e repita pra você mesmo “já passou”, curta sua companhia e se dê um sorriso. Viver é uma ferida incurável, mas a dor não precisa ser contínua.

Aprendizado · Dificuldades · Felicidade · Meus textos · Momentos · Pensamentos · Pessoal · Reflexão · Rotina · Vida

Um novo (re)começo

volteiiiiiiiiii
Ai que saudadinha que eu tava de escrever, principalmente aqui, no meu cantinho.
O que tem de novo? Eu voltei pro WordPress e vinculei o Espalhar Sorrisos com um antigo blog meu, então tem alguns textinhos antiguinhos aqui!!! E agora eu tenho um canal no youtube, ebaaa. Vem cá ver 🙂

A vida tem me surpreendido de diversas formas e algumas não são só sorrisos, mas a grande questão é essa, né? Altos e baixos significam que ainda estamos vivos, igual aquele aparelho de hospital, se fica reto significa que morreu. (Melhor agradecer pelos altos e baixos). Então, nessa de altos e baixos andei aprendendo muita coisa e sei que tenho muito mais a aprender também.
Vou citar algumas coisas que aprendi e acho válido ressaltar:

  • O futuro a Deus pertence
    (não se desespere e não fique se doendo por coisas que ainda nem aconteceram, o futuro é algo incerto, o presente é que conta, então se preocupe com as coisas que estão acontecendo agora, com aquilo que você pode fazer algo a respeito.)
  •  É normal se sentir sozinho às vezes
    (SIM, é normal, mas não deixe que isso te consuma e se perceber que isso está ficando frequente demais, veja se você que não está impedindo que as pessoas se acheguem a você, pode ser bom ficar um tempinho só, para espairecer, mas isso também dá espaço para alguns sentimentos ruins e perigosos. Se cerque de pessoas de bom humor e bom coração, isso tornará os dias mais leves.)
  • Um abraço nos dias difíceis ajuda muito
    (Muitas vezes nem é necessário que outra pessoa fale um discurso quando você tá mal, porque um abraço diz mais que muitas palavras e conforta a alma).
  • É bom se desligar da internet de vez em quando
    (Muito bom essa tecnologia toda, mas já experimentou largar o celular um pouquinho, aproveitar mais os momentos, a família e seus relacionamentos? Você pode estar perdendo muita coisa por não desgrudar a carinha do celular, experimente algo novo… Pode ser renovador.)
  • Melhor coisa ter um animal de estimação e alegria deles contagia
    (Tem dia que tô tristezinha olho pra Luna correndo e pulando em mim igual doida e isso me enche de alegria, animais estão sempre cheio de amor pra dar e doidinhos pra receber. Se você não tem um animalzinho, corre e adota!!! Vai ver que alegria que é.)
  • Faça coisas diferentes da sua rotina
    (Se você fica a semana inteira, o mês, o ano, fazendo a mesma coisas todos os dias, pode acabar ficando frustrado e entediado. Experimente fazer coisas novas, conhecer lugares novos, comer em um lugar diferente… Não precisa nem gastar muito dinheiro. Talvez perto da sua casa tenha uma sorveteria que você nunca foi ou um ponto turístico na sua cidade que você nunca conheceu… Enfim, se dê uma chance de experiências novas.)

    A vida é um eterno aprendizado. Algumas coisas nos auxiliam nos momentos baixos e nos dão força quando tudo parece dar errado. Espero que os momentos altos compensem os seus dias ruins e que os sorrisos ganhem força quando as lágrimas insistirem em querer aparecer. Que o resto do ano seja doce e que venha com leveza.

    Um beijo grande e até o próximo post!

Diferenças · Johnny Depp · Meus textos · Reflexão

Para os dias que me sinto como Edward

Acho que vocês já perceberam que sou uma pessoa que gosta bastante de filmes.

Eu gosto sempre da parte filosófica das coisas e não poderia deixar de fazer um texto super-mega-hiper reflexivo com o meu querido Edward. Ok talvez não seja tão reflexivo assim, mas mesmo assim, já é algum tipo de reflexão.
Para quem nunca viu o filme, eu digo que: Todos nós em algum momento da nossa vida já nos sentimos como Edward. {repita o gif anterior aqui}
Edward, é um rapaz bem peculiar, interpretado por ninguém menos que Johnny Depp. Não vou falar muito sobre o filme em si, mas Ed {bem íntima} é o nosso foco aqui. Não é nenhuma novidade que o diferente pode ser espantador e despertar diversas reações nas pessoas.
Hoje em dia as pessoas têm buscado cada vez mais serem iguais. Os mesmos celulares, as mesmas buscas para o corpo perfeito (ditado pelos padrões sociais) e a mesma busca incansável para serem aceitos. Isso não é novidade, eu sei. O que é bem triste, já que é uma realidade, por que deixar com que se torne tão presente e tão frequente?
Edward é o verdadeiro exemplo que as nossas diferenças nos tornam únicos e por mais que tenha pessoas que não gostam disso, sempre vai ter alguém que gosta muito (e aos que não aceitam bem a diferença do outro e querem ditar valores e padronizar tudo, senta aqui, vamos conversar).
Talvez você não saiba, mas toda vez que você não aceita a diferença do outro, um unicórnio morre. Talvez você não saiba, mas você aceitar a diferença do outro não te faz ser igual a ele, mas te faz ser um ser humano incrível e preservador da vida dos unicórnios.
Eu, para ser bem sincera, já recebi muito olho torto, muito cochicho e algumas encheções de saco por nem sempre ser o que as pessoas esperavam de mim, e meu Deus, como já fui obcecada para ser aceita. Aceitar ser quem eu sou e não me importar com que os outros pensam, é uma luta diária. Cada dia que passa luto um pouco comigo mesma para deixar as opiniões alheias de lado e ser feliz do meu jeito, com o meu corpo, minhas roupas, minha casa, meu celular e etc.
A verdade é que somos únicos da nossa maneira e se fossemos iguais o mundo seria muito chato – embora muitas pessoas ainda não entendam isso – Agem como se fossem Hittler querendo uma raça de seres humanos “puros e superiores”. Edward era diferente e nunca quis machucar alguém por ser assim, mas aqueles que não o aceitavam por ele ser quem é, não foram tão amáveis. Viver em uma sociedade é complicado, aceitar a diferença do outro não é tarefa fácil, mas é necessário.
A minha liberdade acaba quando a do outro começa e o único direito que tenho sobre isso, é o de respeitar.
Há dias que me sinto como Edward, há dias que me sinto como um peixe fora d’água, mas quem é que nunca se sentiu assim, não é mesmo?
Aos poucos estou aprendendo a aceitar quem sou e aceitar as minhas diferenças.
Para ser quem sou, não preciso mudar o outro. Para ser que eu sou não preciso forçar ninguém à ser do mesmo jeito.
Somos seres em construção. Não coloque seus padrões no outro, se preocupe com as suas imperfeições e se preocupe em ser você! De dor o mundo já está cheio, então espalhe amor, espalhe sorrisos.

Um obrigada ao tumblr que sempre têm esses gifs maravilhosos. Um obrigada a Tim Burton por dirigir esse filme incrível e por Johnny Depp ser um excelente ator com excelentes expressões.
E um obrigada a você que leu esse texto e vai preservar a vida dos unicórnios. Thanks!